NOSSO RITMO FAMILIAR

Há algum tempo eu venho compartilhando lá no meu perfil no Instagram um pouquinho sobre esse processo de introdução e adoção do método do Ritmo Familiar.




Eu conheci através da minha amiga Bruna. Ela compartilha sua experiência com a maternidade e tantas outras descobertas no Blog.
Logo que ouvi ela compartilhando um pouquinho do que era o Ritmo Familiar, veio muito de encontro com a minha realidade e minha personalidade.
Se você já me segue lá no Instagram e conhece a hastag #organizacomaVivi e já me viu falando no canal no Youtube eu sou uma pessoa um pouco metódica. Tudo programado. Preciso ter um norte.
E quando me tornei mãe me deparei com um super desafio, aquele dia estruturado tinha sumido. Não conseguia mais. A demanda da maternidade, passar noites acordadas, manhãs dando mamazinho, e cuida da casa, e dorme quando o filho dorme. nossa, para mim foi um super desafio e logo me vi na necessidade de criar uma rotina para o bebê e pra mim também. Perguntei para amigas que haviam passado recentemente pelo processo, li sobre o assunto, mas no fim, quando conseguia estruturar uma rotina, era frustrante porque muitas coisas ficavam pelo caminho. Terminava o dia péssima, super cansada e frustrada, com mil coisas para concluir.
Quando conheci o método do Ritmo familiar, eu me identifiquei e logo resolvi adotá-lo para que pudesse ver como seria melhor encaixá-lo na nossa realidade. E foi incrivel.
Através da Megan em seu Instagram e blog, mostra como é possivel você criar Ritmo Familiar para a sua casa de acordo com a sua realidade, relacionado as estações do ano. É muito interessante. O conteúdo é todo em inglês mas vale muuuuito a pena ler com carinho tudo que ela oferece.
Mas você pode estar  se perguntando, que raio de Ritmo é esse Vivi?
Então, deixa eu explicar.
O conceito de Ritmo Familiar é muito comum no meio de educadores domiciliares. Muitas famílias Norte Americanas adotam esse método. E para quem acompanha a gente a mais tempo, sabe que temos começado nosso processo de educação domiciliar aqui em casa. De forma simples, e leve.
 

O ritmo pode ser facilmente diferenciado da rotina por algumas razões:

O Ritmo promove flexibilidade, é ajustável. Trás segurança por saber o que vai acontecer em cada período. Já a Rotina muitas vezes promove frustração por estipular horários específicos para cumprir e muitas vezes não conseguimos. 
Os Ritmos não cumprem horários. Aliás, nossos pequenos não entendem nada de horas né?! Relógio e tudo mais quando são bem pequenos. Eles se guiam pela luz do sol.
Incansávelmente Samuca me pergunta todos os dias: 'Mamãe, está de dia? Mamãe, está de noite?'. É a forma dele se guiar e os ritmos promovem isso.
Ele indica início, meio e fim.
 

 

Os Ritmos familiares são um método estimulado pela pedagogia Waldorf que zela pelo desenvolvimento da criança em vários aspectos, sendo eles: arte, ar puro, natureza, descanso,alimentação e brincadeiras.
O Ritmo promove envolvimento em todas as áreas familiares com equilibrio. Um livro muito legal que aborda esse tema é o 'Simplicity Parenting' que a Bruna inclusive me indicou e fez uma resenha muito legal sobre no Blog dela.
Como mencionei sobre a Megan, quando me propus a montar meu próprio Ritmo Familiar tomei como base algo que ela menciona que é muito importante na hora de estruturar o Ritmo, que são os momentos: Não Negociáveis, Essenciais, Obrigações e Bônus.

Os Não Negociáveis para o nosso lar é: Levantar e ter um tempo a sós com Deus, e depois nós três em família, ter nosso momento de gratidão, higiene, tomar café juntos por exemplo. 
Essenciais podem ser caracterizados por arrumar e organizar a casa, separar 1h e meia para o homeschool do Samuca, preparar as refeições da melhor maneira possível, descansar,  ter um tempo para estudar e ler algum assunto ou livro específico, brincar..
As obrigações também fazem parte do dia e eu identifico elas sendo as questões do trabalho principalmente.
E o Bônus é aquele momento light para relaxar, mexer no Instagram, assistir algo no netflix, crochetar, aprender lettering e tudo que vocês já viram que eu gosto de inventar. ahahahah



Com base nisso montamos o nosso ritmo familiar de acordo com as estações do ano. Que apesar que no Brasil, principalmente no Rio de Janeiro não haja muita diferenciação no clima, hahha mas também é uma forma de poder aprimorar a estrutura do nosso Ritmo que hoje flui muito bem.

Como já comentei, que sou pessoalmente muito visual, preciso ver nosso ritmo anotado. Deixo normalmente preso na geladeira. Deu super certo até pro marido que é meio desorganizado  e se esforça muito pra estarmos os três em harmonia no dia e no lar <3 

Tenho também métodos dentro do ritmo que construi de tarefas que são constantes na organização das atividades domésticas e do cardápio da família. Logo espero compartilhar também com vocês sobre isso.
Mas já falei muuuito senhooooor, deixa o resto do conteúdo para outro post e menor, prometo ! hahaha
Só queria dizer que com ordem as coisas fluem melhor e posso dizer por experiência própria, identificar a melhor forma de fazê-lo vai te trazer aquela satisfação do incio do post. Aquele tal de senso de dever cumprido. É a melhor coisa.


Comentários