MATERNIDADE X BELEZA

Quando deixei de me achar bonita ? Quando parei de ter tempo para fazer as unhas, ou ir no salão?

Confesso para você que eu nunca fui tão vaidosa. Acho que era em um nível tranquilo.
Gostava sempre de estar com o cabelo arrumado e unha feita, que aliás minha mãe me ensinou e amava fazer. Sempre que podia, comprava os sapatos e roupas que faziam meus olhos brilhar.


A raíz das luzes, não costumavam ser deixadas de lado. Mas de repente minhas prioridades mudaram.
Minha atenção se voltou toda para um serzinho pequenininho que roubava as minhas forças e enchia meu coração de amor. Um amor desconhecido, mas o mais lindo que vivi. 

Cabelo agora? sempre preso! Unhas? hã?! Sapatos? não, agora são fraldas...
Aquela agitação dos primeiros dias da maternidade me tomaram. E eu não tinha forças pra nada.
Mas nesse turbilhão, eu também já afundada na correria e desejo de deixar tudo em ordem, atender a todos, eu me deixei de lado.
Confesso que não fazia questão de arrumar tempo para ajeitar essa área da minha vida e por sua vez, me vi cada vez mais afundada em um mar de insatisfações comigo mesma. Já não conseguia ver a beleza por de trás das fundas olheiras que adquiri. Tirar fotos de mim mesma, era uma tarefa difícil. Vivi uma verdadeira crise pessoal. E a comparação feita por mim mesma era uma grande destruidora de perspectivas.
Mas um certo dia olhei pra mim e decidi que não seria mais assim. Precisava me valorizar. Valorizar aquilo que acho bom em mim mesma. Amor próprio que fala? Assim, foi um passinho de cada vez, e tenho colhido frutos especiais dessa nova jornada.








Comecei com a educação alimentar, atividade física (que ainda não é rotina, mas em breve vai ser parte de mim. eu acredito ! hahaha), cuidados com os cabelos, unhas, e até aquela roupinha que tô namorando na vitrine quando ela fizer sentido pra mim.

Recentemente compartilhei sobre a preocupação e início de cuidados com os meus cabelos no instagram e recebi inúmeras mensagens de mulheres interessadas no assunto. Algumas mães que tem vivido o dilema de também se colocar como prioridade. Fiquei feliz que estamos nessa mesma jornada por nos sentir bem acima de tudo. Amei toda a troca que estamos tendo e aproveito para  aqui também estarei compartilhando desse universo tão gostoso que é a beleza. E será maravilhoso trocarmos nossas experiências.

É importante nós entendermos (sendo mães ou não), que somos seres, que antes de tudo precisamos nos aceitar e nos amar. Sermos também nossas prioridades e não desistir de nós mesmas, porque ahh, a beleza da vida está em nos amarmos do jeitinho só nosso que somos. <3


Me conta aqui se você já passou por algo parecido, e está nessa busca, ou já alcançou essa etapa de você ser importante pra você mesma! 

Comentários